Do gameplay em diante…

pg_gameplay

Do contrário que muita gente pensa, o termo gameplay não está relacionado com a qualidade do jogo, mas com a forma ou modo do jogar. Jogabilidade, esse sim, corresponde a essa noção esperada de fruição de jogo, e não tem muito a ver com o teor do jogo em si, mas como ele é percebido e apreendido pelos jogadores, conforme a interatividade se apresenta. São, portanto, coisas diferentes, e não sinônimos. Gameplay (ou a “joguisse” do jogo), em suma, é a manifestação da mecânica, da estética e da dinâmica do jogo, que no caso da Paternidade, diferente de muitos outros jogos nos quais você já tem experiência, estará baseada em um mix de modos pearl necklace com sand-box e padrões mais diversos, e mesmo em alguns casos, incoerentes. Daí certa dificuldade inicial em reconhecer as situações do jogo mesmo sabendo das regras e atuar conforme.

Para facilitar a sua entrada na partida, considerei assim, desmontar o gameplay do jogo Paternidade nas séries seguintes, que darão conta de identificação e uso de itens de inventário; reconhecimento, apresentação e características de NPCs, inimigos e chefões; instruções e macetes para as fases, e por fim, a consideração dos ganhos morais e de pontuação de experiência representados nas listas de achievements.

Are you ready?

Go! -|—–

Deixe um Recado